Zé Pilintra

Salve seu Zé Pilintra

Zé Pilintra, Zé Pilintra
Boêmio da madrugada
Vem na linha das Almas
e também na encruzilhada

O amigo Zé Pilintra
que nasceu lá no sertão
Enfrentou a Boêmia
Com seresta e violão

Hoje na lei de Umbanda
Acredito no Senhor
Pois sou seu filho de fé
Pois tem fama de doutor

Com magias e mirongas
Dando forças ao terreiro
Saravá seu Zé Pilintra
O amigo verdadeiro


Seu Zé Pelintra é uma entidade que vem na Umbanda em geral na linha dos baianos, mas também pode vir na esquerda (Exus). Sua característica principal é a da figura do malandro, que vive na boemia, bom de dados e baralho, bom de faca e galanteador com as mulheres. Pode manifestar-se de formas diferentes em vários médiuns, pois representa uma linha em que muitos espíritos, por afinidade, vêm trabalhar com essa roupagem. Tem grande devoção a Nossa Senhora Aparecida e ao nosso Senhor do Bonfim. Gosta de usar terno branco e gravata vermelha, cravo na lapela, chapéu panamá com fita vermelha. Gosta de batida de coco, mas aceita outras bebidas. Fuma cigarro ou mesmo charuto. Trabalha com curas, abrir caminhos, problemas financeiros ou mesmo de amor.
É capaz de receitar chás medicinais para muitos males, benzer e quebrar feitiços dos seus consulentes.A figura de Zé Pelintra no terreiro é muito festejada, pois ele traz muita alegria, gosta de cantar, dançar e fazer brincadeiras. É chamado carinhosamente de “padrinho”
Seu zé pilintra é o amigo sempre.
Recebi por e-mail um texto de seu zé Pilintra que confesso que me chamou muita atênção e vi nesse texto a figura humana e maravilhosa que ele é.
Divido com você que é devoto de Seu Zé Pilintra.
Multiplicando Recursos – Mensagem de Zè Pelintra
Seus recursos materiais andam escassos? Você anda na canseira de tanto correr atrás de pagar as contas? Não tá sobrando nada pra um respiro, uma folga, muito menos pra um lazer? Então, vamos conversar um pouco, tá bom?
Primeiro, que fique bem claro que não estou aqui pra julgar ninguém. Sou apenas um irmão e amigo, e quero oferecer ajuda, aplicando a experiência que a Vida me deu. Você é livre para aceitar, ou não. Quero dividir isso com você, mas respeito a sua liberdade de pensar diferente. Enfim, um dedo de prosa não vai fazer mal a ninguém… Então, vamos lá.
Você corre atrás do dinheiro? Fica aflito porque as contas a pagar são maiores do que as entradas de recursos? Quase posso escutar a resposta: “― É, Zé Pelintra, por aqui as coisas são assim, a gente tem que correr atrás…Que malandro é você, que não sabe disso?”…
Bom, meu amigo, pra começo de conversa, “malandro” não é vagabundo. Malandro é aquele que aprende a se adaptar, que aproveita tudo o que lhe acontece, pra transformar aquilo numa riqueza de conhecimento e aprendizagem.
Eu me lembro, sim, como são as coisas “por aí”, porque não sou nenhum caduco e nem hipócrita!… Já fiz muita besteira, mas trato de ficar atento pra não recair nas mesmas bobagens. E tudo aquilo que se aprende, é preciso passar adiante, pra que o povo todo vá melhorando também. Precisamos engrossar as águas da Prosperidade, fazer delas um rio imenso e largo, onde todos possam navegar e crescer!…
Eu me lembro dos tempos de encarnado, como me lembro! Da afobação, da mania de “ser Deus” e querer resolver tudo sozinho… Resultado: canseira, abatimento, desgosto, até alguma revolta… Êta tempo perdido, meu Paizinho Oxalá! Mas não é porque fiz burrada que você tem de fazer também, não me use como exemplo, até porque também fiz coisas boas… Depois de um tempo, fui aprendendo a não querer fazer tudo sozinho, a confiar nas Forças Divinas que moram dentro da gente e por fora também.
Então, tem um segredo que não é segredo, é uma Magia que vive dentro de todas as pessoas e que elas só precisam aprender a despertar pra serem mais felizes. Isso eu aprendi um pouco na carne e mais um pouco no chamado “astral”. Mas não me faço de rogado, e vou ensinar, que isso me dá muita alegria, só de imaginar os filhos melhorando na vida e ficando mais em paz…
Então, vou ensinar uns “truques de malandro”.
É o seguinte: comece por lembrar que você é um filho de Deus. Os filhos são herdeiros dos pais, não são? Então, você, eu e todas as pessoas, nós somos herdeiros de Deus e de toda a Riqueza que Ele representa.Você deixaria um filho seu passando necessidade, no caso de poder ajudar ele? Claro que não! E é claro que Deus não faz isso!
Deus provê, Deus dá, Deus ajuda a quem precisa de ajuda! Mas Ele só pode nos ajudar quando pedimos ajuda, quando a gente é humilde o bastante pra se colocar perante a Criação de um jeito amigo e amoroso. Você tem feito isso, ou acredita que precisa resolver tudo sozinho, senão a coisa vai pro brejo?
Não se zangue, por favor, mas pense um pouco sobre o jeito que você leva a sua vida. Você confia em Deus? Você acredita que veio Dele e vive Nele, como tudo o que existe, e que vai estar sempre Nele, na carne ou fora da carne, a todo o momento? É preciso ter essa confiança pra se viver bem. É preciso uma entrega de alma, antes de se fazer qualquer coisa!…
Não fique isolado, com o peito trancado, ruminando amargura e tristeza!…
Vamos fazer “um trabalhinho” pra desamarrar tudo isso e tirar você desse aperto…Vem comigo, estamos juntos nessa, e sempre que você precisar.
Então, se recolha num lugar calmo e pegue um pedaço de papel branco e sem linhas. Escreva ali tudo o que você precisa: as contas a pagar, quanto é, quando vence, e coisa e tal. Escreva tudo…
Respire algumas vezes, com calma, pensando na Riqueza de Deus que criou esse mundo que você conhece e também todos os mundos e realidades…
Respire outra vez, com calma, e sinta que você faz parte disso tudo, que você é parte dessa Riqueza, que você NÃO está sozinho e nem largado no mundo!… Respire de novo, com calma, e procure pela Paz Divina dentro de você, coloque ela aí no seu peito e no seu coração…
Então, pegue o papel nas mãos, fique de pé, e levante ele acima da sua cabeça, com um pensamento firme, dizendo em voz alta:
Neste instante, eu apresento ao meu Criador, que é Deus, e aos Sagrados Orixás as minhas necessidades mais urgentes.
Entrego tudo isso para a Inteligência Criadora, pedindo as bênçãos da Prosperidade de Deus, que também é minha Mãe.
Peço que despertem em mim a vontade firme, a capacidade e as energias Sagradas que me farão atrair os recursos que preciso para alcançar o que preciso.
Sei que meus talentos espirituais e materiais serão abençoados, despertados e multiplicados, para que eu realize o que preciso.
Sei que a Luz de Pai Oxalá vai iluminar meus caminhos, para esta realização.
Sei que a Espada de Pai Ogum vai abrir meus caminhos, para esta realização. Sei que o Poder de Atração de Mamãe Oxum vai atrair para a minha vida os recursos necessários para esta realização, despertando em mim o Amor que tudo cura e liberta.
Sei que o Divino Criador e todos os Orixás estão comigo, me guardando e amparando pelo alto, pelo embaixo, pela direita, pela esquerda, no centro e no em torno de todos os caminhos, para que eu alcance esta realização.
Eu confio, eu aceito, eu entrego e agradeço!
Sei que essa Riqueza me pertence por direito Divino porque sou um filho de Deus, e assim eu quero viver.
Amo e agradeço a Vida por estar aqui e viver essas experiências.
Eu respiro a Prosperidade de Deus.
Eu vivo na Prosperidade de Deus.
EU SOU a Prosperidade de Deus, aqui e agora, e para sempre!
Que assim seja, porque sempre foi, e assim será!
Então, respire de novo com calma, se acalme…
Pegue o papel e risque nele uma cruz de quatro braços iguais, usando um lápis comum (grafite) ou então uma pemba branca. Dobre o papel em cinco partes, já atraindo as Energias da mudança para melhor, na Força de Pai Ogum.
Se tiver um quintal ou um vaso com planta, enterre o papel ali― simbolizando que os seus recursos vão brotar, que a sua vida vai ganhar estabilidade, que nada vai lhe faltar jamais. Pense firme. Deixe o papel enterrado, não precisa mexer nele. Você já entregou seu pedido, e vai continuar fazendo apenas a sua parte. O que entregou, está entregue, não está mais em suas mãos, está nas Mãos de Deus que tudo pode! Confie!
Caso deseje, você pode firmar uma vela branca, em seguida à oração, colocando seu nome escrito num copo com água à direita da vela. Siga seu coração. Depois que a vela queimar, despeje o copo em água corrente e agradeça.
Caso não tenha o vaso com planta, pegue um copo com água filtrada― ou fervida e já esfriada―, ponha 7 punhados de açúcar, com a mão direita, saudando o Criador e os Orixás, e deposite o papel na água. Deixe esse copo por 7 dias num lugar que ninguém mexa; depois, vá trocando a água e o açúcar, a cada semana, até completar 21 dias. Na troca, repita a oração. Você pode renovar este ritual do copo quando sentir necessidade, até ganhar confiança. Mas creia, basta pedir uma vez, com humildade, respeito e confiança, que Deus vai lhe atender!
Faça com Fé. Não fique perguntando “Como vai ser? De onde virão os recursos?…”. Os recursos sempre existiram, a gente é que não sabia, não nos ensinaram que podíamos atrair a Riqueza de Deus pra nossa vida!… Mas agora você sabe, você crê, você confia, e você faz e consegue!
Acredite, tente, faça diferente!
A sua confiança em si mesmo e na Vida vai crescer. E tudo vai melhorar!…
Mexa esse corpo, acalme as idéias, peça ajuda! Continue fazendo o que pode, que Deus fará o que você ainda não sabe e não pode fazer sozinho, pois é desse jeito que a Vida funciona…
E toda vez que pegar no seu dinheiro, na sua comida, nas suas roupas, em tudo que você já tem, lembre-se: tudo é a Presença de Deus na vida da gente, tudo é bênção. Agradeça pelo que tem, para fabricar e atrair energias Sagradas de mais e mais Abundância e Prosperidade. É assim que funciona…
E nunca lamente pelas contas a pagar, mas agradeça por tudo que já recebeu, pelas coisas que utilizou e comprou e pelos benefícios que aquilo trouxe pra sua vida.
Faça a sua parte, como um filho da Luz de Deus, que a Luz vai lhe abençoar cada vez mais.
Que OLORUM e os Sagrados Orixás lhe deem muita Paz e Prosperidade!
Fique na Paz!
Zé Pelintra (09/03/2012.)

Escrito por Maria de Fatima
Fonte: Instituto Cultural Sete Porteiras do Brasil


PRECE A ZÉ PILINTRA

” Salve Deus, Pai Criador de todo o Universo, Salve Oxalá, força divina do amor, exemplo vivo de abnegação e carinho.

Bendito seja o Senhor do Bonfim. Bendita seja a Imaculada Conceição. Salve Zé Pilintra, mensageiro de luz, guia e protetor de todos aqueles

que em nome de Jesus praticam a caridade. Dai-nos Zé Pilintra, o sentimento suave que se chama misericórdia.

Dai-nos o bom conselho. Dai-nos a proteção quando pederdes. Dai-nos o apoio, a instrução espiritual de que necessitamos para darmos aos

nossos inimigos o amor e a misericórdia, que lhe devemos por amor de Nosso Senhor Jesus Cristo, para que todos os homens sejam felizes

na terra e possam viver sem amarguras, sem lágrimas e sem ódios.
Tomai-nos, Zé Pilintra, sob a vossa proteção; desviai de nós os espíritos atrasados e obsessores, enviados pelos nossos inimigos

encarnados e desencarnados e pelo poder das trevas. Iluminai nosso espírito, nossa alma, nossa alma, nossa inteligência e o coração,

abrasando-nos nas chamas do vosso amor por nosso Pai Oxalá. Valei-me, Zé Pilintra, nesta necessidade, concendendo-me a graça de vosso

auxílio junto a Nosso Senhor Jesus Cristo, em favor deste pedido que faço agora (faz-se o pedido).
E que Deus, nosso Senhor, em sua infinta misericórdia vos cubra de bênçãos e aumente a vossa luz e vossa força, para que mais possas

espalhar sobre a Terra a caridade e o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo”.


ORAÇÃO SENHOR ZÉ PILINTRA

Senhor Zé Pilintra, mensageiro de luz da nossa
Santa Umbanda e de seus Orixás. Permitido por Deus,
fazes parte daqueles que têm por missão proteger e
defender as criações divinas e suas vibrações.
Permiti, Senhor Zé Pilintra, que com vossos
conhecimentos, possa eu ter meus caminhos abertos,
meu corpo fechado e meu espírito defendido de todas
as más vibrações.
Conto com vossa proteção e ajuda, afim de não
cair nas tentações e armadilhas do mundo terreno.

CREIO NA SAGRADA UMBANDA
CREIO NOS PODERES DE DEUS
CREIO NA MAGIA DOS EXUS

SARAVÁ UMBANDA
SARAVÁ ESTRADA
SARAVÁ SENHOR ZÉ PILINTRA
EXU DE LEI QUE ME GUARDA

Orixá de cabeça.

ORIXÁ DA COROA

O Orixá de cabeça é a manifestação da nossa essência primitiva contida em nosso interior, essa energia cósmica irradia o nosso caminho espiritual, nos doando qualidades e atributos necessários para a nossa evolução, ou mesmo absorvendo os excessos. Localização do ponto de força de recepção energética: No alto da cabeça ( Coronário).

ORIXÁ DE FRENTE

Também exerce uma forte influência para o nosso caminho material, nos doando qualidades e atribuições necessárias para a nossa vida física presente, ou mesmo absorvendo os excessos. Localização do ponto de força de recepção energética: Entre as sombrancelhas ( Frontal) no meio da testa, o 3º olho.

ORIXÁ JUNTÓ

OBS: a palavra juntó, é um designativo regional e foi adjudicada do termo adjunto, que quer dizer: junto; auxílio; do lado.

É o conjunto de forças do Orixá de cabeça, auxilia-nos com suas qualidades e atributos, contribuindo para o aprendizado das verdades divinas, adquiridos em vidas passadas, bem como ao equilíbrio dos erros cometidos, afim de nos reequilibrarmos no presente para a nossa evolução.

Localização do ponto de força de recepção energética: por toda extensão da nuca.

ORIXÁ DA DIREITA

è aquele que irradia com suas qualidades e atributos, a nossa direita, ou seja, o nosso consciente, o pólo positivo e as virtudes humanas ( absorvendo os excessos ou irradiando a falta).

O lado direito do nosso cérebro físico e do cérebro espiritual, comanda o nosso emocional refletindo o nosso "Eu positivo" ou seja, o do bom caminho, o da justiça, o da vereda certa ou vida verdadeira, é o lado que reflete as nossas "virtudes", o lado da realidade, da espiritualidade maior e dos que vem com Deus, cumprindo-lhe as Leis. Localização do ponto de força de recepção energética: Na região acima da orelha direita.

ORIXÁ DA ESQUERDA

É aquele que irradia com suas qualidades e atributos a nossa esquerda, ou seja, o nosso inconsciente, o pólo negativo, os defeitos humanos ( absorvendo os excessos ou mantendo o equilíbrio).

O lado esquerdo do nosso cérebro físico e do cérebro espiritual, comanda o nosso racional, refletindo o nosso "Eu negativo", ou seja, as injustiças, a inércia, o mau caminho, as incertesas, a vida ilusória. É o lado que reflete os nossos "defeitos"; o lado das ilusões, é dos que estão vivendo para o mundo e desejando o muito sem Deus. Localização do ponto de força de recepção energética: Na região acima da orelha esquerda.

Isso não significa que os Orixás, comandam as nossas virtudes ou os nossos defeitos, mas sim, que Eles estão a postos, afim de nos auxiliar absorvendo os excessos ou irradiando a falta daquilo que nos é importante em nossa jornada evolutiva.

A cada encarnação, de acordo com a nossa necessidade, os Orixás de coroa, frente, juntó, direita e esquerda, podem ser trocados, estimulando, renovando, paralisando, direcionando e etc., aquilo que está nos faltando ou está em excesso em nossas vidas. Quando temos a certeza dos Orixás que fazem parte da nossa formação, seremos sabedores das nossas virtudes, defeitos, falhas e excessos, para efetuarmos com sucesso a nossa Reforma Íntima.

Se conhecermos as regências da pessoa, é possível fazer uma análise e prever como será a personalidade dela, a maneira de como encara a vida e seus relacionamentos, através dos Orixás que a regem. Muito Axé.

Este texto foi baseado na pesquisa do livro O ABC do servidor Umbandista - Autoria de Pai Juruá.
ORIXÁS

Os orixás são deuses africanos que correspondem a pontos de força da Natureza e os seus arquétipos estão relacionados às manifestações dessas forças. As características de cada Orixá os aproxima dos seres humanos, pois eles se manifestam através de emoções como nós. Sentem raiva, ciúmes, amam em excesso, são passionais. Cada orixá tem ainda seu sistema simbólico particular, composto de cores, comidas, cantigas, rezas, ambientes, espaços físicos e até horários. Como resultado do sincretismo que se deu durante o período da escravidão, cada orixá foi também associado a um santo católico, devido à imposição do catolicismo aos negros. Para manterem seus deuses vivos, viram-se obrigados a disfarçá-los na roupagem dos santos católicos, aos quais cultuavam apenas aparentemente.

Estes deuses da Natureza são divididos em 4 elementos - água, terra, fogo e ar. Alguns estudiosos ainda vão mais longe e afirmam que são 400 o número de Orixás básicos divididos em 100 do Fogo, 100 da Terra, 100 do Ar e 100 da Água, enquanto que, na Astrologia, são 3 do Fogo, 3 da Terra, 3 do Ar e 3 da Água. Porém os tipos mais conhecidos entre nós formam um grupo de 16 deuses. Eles também estão associados à corrente energética de alguma força da natureza. Assim, Iansã é a dona dos ventos, Oxum é a mãe da água doce, Xangô domina raios e trovões, e outras analogias. Na Umbanda e no Candomblé se cultuam muitos outros orixás, desconhecidos por leigos, por serem menos populares do que Xangô, Iansã, Oxossi e outros, mas com um significado muito forte para os adeptos dos cultos afro-brasileiros. Alguns são necessariamente cultuados, devido à ligação com trabalhos específicos que regem, para a saúde, morte, prosperidade e diversos assuntos que afligem o dia-a-dia das pessoas. Estes deuses africanos são considerados intermediários entre os homens e Deus, e por possuírem emoções tão próximas dos seres humanos, conseguem reconhecer nossos caprichos, nossos amores, nossos desejos. É muito comum, alguns dizerem que suas personalidades são conseqüências dos Orixás que regem suas cabeças, desenvolvendo características iguais às destes deuses africanos. Apresentamos à seguir as descrições dos 16 Orixás mais cultuados no Brasil. Lembramos que existem diversas correntes no Candomblé e na Umbanda, por essa razão as informações poderão ser diferentes de acordo com a tradição ou região.
O PANTEÃO DOS ORIXÁS AFRO-BRASILEIROS

EXU, Senhor dos caminhos, Orixá mensageiro e vencedor de demandas. Por estar mais próximo da realidade humana é considerado o Orixá das causas materiais. Veste-se de vermelho e preto e seu elemento é o fogo. Seu dia é a Segunda-feira e sua saudação é "Laroiê !". Seus filhos são pessoas críticas e originais, não ligam para opiniões alheias. Adeptos da lei do menor esforço, preferem concentrar suas energias no lazer. De hábitos noturnos, tendem a ser egoistas e tornam-se tristes quando não se encaixam em determinados ambientes.

OGUM, é o Orixá guerreiro. Deus do ferro e da guerra. Seu domínio são as retas dos caminhos, as lutas e o trabalho. Veste-se de azul escuro, verde ou vermelho. Traz sempre sua espada pronta para o ataque. Seu dia é terça-feira e sua saudação é "Ogunhê !" Seus filhos, são pessoas com um apurado senso de honra e incapazes de perdoar uma ofensa. São fisicamente muito resistentes, curiosos por natureza, possuem muita capacidade de concentração e perseguem seus objetivos com derterminação.

OXOSSI, Orixá caçador, protetor das matas, dos animais da floresta e dos caçadores. Veste-se de verde, azul turquesa e vermelho. Traz sempre o seu Ofá (arco e flexa). Seu dia é a Quinta-feira e sua saudação é "Okê Arô Oxossi !" Seus filhos, são pessoas muito exigentes no cumprimento das obrigações, de atitudes firmes e até um pouco duras. Não têm "papas na língua" e costumam falar tudo o que pensam. Dão muito valor aos acordos e não faltam com sua palavra. Com tendência à timidez, não gostam de demonstrar suas emoções.

OSSAIM, Orixá das ervas medicinais e das plantas em geral, presentes em todos os rituais de iniciação no Candomblé. É representado por um pássaro pousado num ramo e seu domínio é a mata virgem. Veste-se de verde e rosa. Seu dia é Quinta-feira e sua saudação é "Ewé ô - Ewe assá !". Seus filhos, são pessoas com forte tendência à religiosidade, tolerantes e de bom coração. De personalidade instável, costumam controlar seus sentimentos e emoções. Valorizam a liberdade e não se apegam aos bems materiais.

OBALUAIÊ, ( ou OMOLU, em sua forma velha). O deus das pestes e das doenças de pele. Por ser o deus da peste conhece a cura de todos os males. Veste-se de branco e preto e usa um capuz de palha-da-costa que encobre todo o corpo. Dança com o Xarará. Seu dia é segunda-feira e sua saudação é "Atotô !" Seus filhos, são pessoas que se preocupam demais com os outros, esquecendo de seus próprios interesses. Podem até ter uma boa situação financeira, porém não se apegam aos bens materiais. São inquietos e não apreciam a monotonia.

OXUMARÉ, Orixá da sorte, fartura e fertilidade. Protetor das mulheres grávidas. Seu domínio são os poços e fontes da mata. Veste-se de verde e amarelo ou com as sete cores do arco-íris e é representado por uma serpente. Seu dia é Quinta-feira e sua saudação é "àrobô bô yi !". Seus filhos são pessoas orgulhosas e exibicionistas. Periódicamente mudam tudo em sua vida: casa, emprego, amigos, sempre buscando novidades. Costumam desenvolver o dom da vidência e possuem intuição aguçada, que normalmente lhes revelam os melhores caminhos.

EWÁ, Orixá das chuvas, rainha dos mistérios e da magia, jovem virgem que recebeu de Orunmilá o poder de ler os Búzios (o Oráculo de Ifá). Comanda os astros e está ligada às mudanças e transformações das águas. Veste-se de vermelho e branco. Seu dia é Sábado e sua saudação é "Ri-rò !". Seus filhos são pessoas extremamente metódicas e racionais. Costumam traçar metas para tudo. Conservadoras, acabam sofrendo com o execesso de rotina que conseguem estabelecer em suas vidas.

XANGÔ, o Orixá da justiça, do trovão e da pedreira. Veste-se de vermelho e branco. Usa uma coroa, e traz o Oxé (machado duplo) e o Xerê (instrumento musical) Seu dia é Quarta-feira e sua saudação é "Kawó-Kabyesilé !". Seus filhos são pessoas fisicamente fortes, atrevidos e prepotentes. Com um senso de justiça muito próprio, não suportam desaforos. As vezes agem como se fossem os donos da verdade. Porém, quando a situação complica, sempre buscam um meio termo, para não sair perdendo.

OXUM, é a rainha dos rios e das cachoeiras (todas as águas doces), do ouro e do amor. Veste-se de amarelo, dourado, azul claro e rosa. Traz em suas mãos o Abebê (espelho-leque) e uma espada se for guerreira. É a segunda esposa de Xangô. Seu dia é Sábado e sua saudação é "Ora Ieiê Ô !". Seus filhos são pessoas graciosas e elegantes, adoram jóias, perfumes e roupas caras. Voluptuosas, sensuais, esbanjam charme e beleza. Possuidoras de muita frorça de vontade e um grande desejo de ascensão social.

IANSÃ, é a deusa guerreira, senhora dos ventos, das tempestades e dona dos raios. É a dona dos eguns, por isso seus filhos são os mais indicados para a entrega de ebós. É a mulher principal de Xangô. Veste-se de vermelho, marrom escuro, e branco. Seu dia é Quarta-feira e sua saudação é "Eparrei Oiá !". Seus filhos, são pessoas alegres, audaciosas, intrigantes, autoritárias e sensuais. Adoram usar joias e bijuterias. Extrovertidas, francas e amantes da natureza. Ambiciosas e de temperamento forte. São guerreiras e comunicativas.

LOGUN-EDÉ, filho de Oxum com Oxóssi. Seus domínios são os leitos de rios e mares. Veste-se com uma pele de leopardo, leva em uma mão o espelho de Oxum e na outra as armas de Oxóssi. Suas cores são amarelo e azul. É representado por um pavão ou um papagaio. Seu dia é Quinta-feira e sua saudação é "Olu A Ô Ioriki !". Seus filhos são pessoas bonitas, atraentes e sedutoras. Carinhosos, amorosos e sensuais. Orgulhosos e vaidosos. Inconstantes, indecisos, frios e calculistas. reservados e um tanto calados. Ciumentos, solitários e discretos.

OBÁ, uma das esposas de Xangô, Orixá do equilíbrio e da justiça. Seu domínio são as águas revoltas. Veste-se de laranja e amarelo, portando espada e protegendo a orelha com um escudo. Seu dia é Quarta-feira e sua saudação é "Obá xirê !". Os filhos de Obá são pessoas pouco atraentes, desajeitadas e de temperamento forte. Agressivas e objetivas. Aparentam ser mais velhas do que realmente são. Costumam ser bem sucedidas nos negócios e gostam de acumular bens.

IEMANJÁ, Orixá da harmonia em família, é considerada a Rainha dos mares e a mãe dos Orixás. Veste-se de azul e branco ou verde claro, portando seu Abebê (espelho-leque)decorado com uma sereia ou uma concha. Seu dia é Sábado e sua saudação é "Odô iyá !" Seus filhos, são autoritários, persistentes, preocupados, responsáveis e decididos. Amigos, protetores, faladores e não suportam a solidão. As mulheres, se comportam como super mães. Quando a segurança dos filhos e da família está em jogo, são agressivos e até traiçoeiros.

NANÃ, é o Orixá feminino mais velho do Panteão. É a mãe de Oxumarê e Obaluaiê. Em sua mão traz seu cetro o Ibiri. Veste-se de lilás, branco e azul. É a protetora dos doentes desenganados. Seu dia é Terça-feira e sua saudação é "Salubá !" Seus filhos são conservadores e apegados às convenções. Calmos, mas às vezes tornan-se agressivos e guerreiros. As mães, são apegadas aos filhos e muito protetoras. Ciumentas e possessivas, exigem atenção e respeito. Não costumam ser muito alegres e não gostam de brincadeiras.

IBEJI, Orixás Gêmeos protetores das crianças e da família. Vestem-se de azul, rosa e verde. São representados por dois bonecos gêmeos ou duas cabacinhas. Seu dia é domingo e sua saudação é "Omi Beijada!" Embora possa ocorrer, são raros os filhos de Ibeji. Essa energia infantil, geralmente se manifesta com o orixá do iniciado. Mesmo sendo adulto, quando em "estado de erê", o iniciado torna-se brincalhão, irreverente, cheio de energia e aparenta ser mais joven. Adoram festas, música e dança.

OXALÁ, é considerado o Pai de todos os orixás. É o mais velho e o primeiro a ser criado. É responsável pela criação do mundo e dos seres humanos. É o Orixá dos inhames novos e da agricultura, que traz as chuvas e que fecunda os campos, Sua festa ligada ao início do ano agrícola costuma ser em agosto e setembro, e inclui a renovação da água do templo e a lavagem dos objetos de culto. Está associado à justiça e ao equilíbrio. É cultuado nas seguintes formas: Oxalufã = Oxalá Velho e Oxaguiã = Oxalá Moço.

OXALUFÃ é o Orixá da paz, veste-se de branco portando sempre seu apaxorô (cajado). É representado por uma pomba branca. Seu dia é Sexta-feira e sua saudação é "Eepaá babá !". OXAGUIÃ é um Orixá valente e guerreiro, considerado filho de Oxalufã. Também veste-se de branco, dança com muita energia carregando uma "mão de pilão". Seu dia é Sexta-feira e sua saudação é "Exê êêê ! Os filhos de Oxalufã (oxalá velho), em geral são pessoas calmas e dignas de confiança. Dotados de grande sabedoria, estão sempre buscando os significados de tudo o que ocorre ao seu redor. Não cansam de estudar e buscar o conhecimento. Também são teimosos orgulhosos e inteligentes e com tendência à serem preguiçosos. Os filhos de Oxaguiã (oxalá moço), são pessoas joviais e viris. Ativos, guerreiros, alegres e generosos. Não se deixam influenciar por opiniões alheias. São organizados e metódicos em seus ofícios e projetos. Trabalhadores incanssáveis e por essa razão, suscetíveis à crises de estresse. Axé !!! Carlos Roberto
 ( Amon Sol )










Pai joao de Angola
Ogum vencedor de demanda

Os trabalhos desenvolvidos
Quem somos
constituição da república
Fundamentos. da Umbanda
cartão de visitas
Pontos Cantados
Orações.
Oxum
As Pombas Giras
Maria Padilha
Altar na Umbanda.
Comida de santo
Cosme e Damião
Gira de Umbanda
Homenagem a Zé pilintra.
Xangô o rei da Justiça
Banhos de descarrego.
Simpatias Diversas
Guias contas e colares.
Defumações
Batismo na Umbanda
Conselhos de preto velhos
Escrava Anastácia.
Marinheiros na Umbanda.
Pai benedito.
Homenagem a Tranca Rua
Baiano zé do Coco.
Descarrego de Polvora.
Ciganos na Umbanda.
Sara Kali.
Preto velho na Umbanda.
Cabocla jurema.
Omulu/ Obaluaiê.
Altar virtual.
Mãe Maria Conga.
Boiadeiros na Umbanda.
Altar Virtual de exu.
O que è Caridade?
Caboclo boiadeiro.
Ser Médium.
Caboclos na Umbanda.
Como acontece a Gira.
Conduta moral
Anjo da Quarda.
Curiosidades.
Intolerância Religiosa.
Mediunidade.
Corrente mediunica.
Orações 2
tronqueira
Casamento na Umbanda.
pontos cantados 2
Sincretismo religioso.
Caracteristicas dos filhos
Altar dos Preto-velhos.
Exu









Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Mensagem de Ogum






Que Ogum te abênçoe hoje e sempre.
Agradecemos sua visita Volte sempre....

topo

 
                            
                            










Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.





  Site Map