Preto-velho
Mensageiros de Oxalá na terra junto as criaturas.


O Preto-Velho é uma entidade cultuada nas religiões afro-brasileiras, sendo espíritos de velhos africanos (homens e mulheres) que viveram nas senzalas maioritariamente como escravos e morreram de velhice.

Na Umbanda estas entidades apresentam-se estereotipadas: são anciãos negros, com o cachimbo na mão, grandes sábios, conhecedores da ervas e sua manipulação, bem como da magia divina.

No Cadomblé, são considerados Eguns (almas desencarnadas).

Na Umbanda, os Pretos-Velhos são homenageados no dia 13 de Maio, dia da abolição da escravatura, dia em que foi assinada a Lei Áurea.

O Preto-Velho é fruto de circunstâncias únicas que existiram no Brasil, sendo a mais carismática entidade dos terreiros de Umbanda.

Os escravos eram trazidos de África para o Brasil, e após a sua chegada pouco tempo sobreviviam. As árduas condições de vida, má alimentação, muito trabalho, falta de salubridade, resultavam numa média de vida de sete anos. Alguns conseguem sobreviver e alcançar uma idade avançada, e assim surge a figura deste escravo “Preto-Velho”, que personifica o patriarca da raça, com cabelos brancos, experiência de vida e uma enorme sapiência. O “Preto-Velho” é então o sábio que deve ser consultado, o sábio que deve ser ouvido, é aquele a quem se recorre quando se procura um conselho e uma orientação.

O Preto-Velho é uma entidade marcada pela tolerância, pela caridade e simplicidade, pelo amor ao seu semelhante.

OS PRETOS-VELHOS NOS TRABALHOS ESPIRITUAIS DE UMBANDA:

Nos trabalhos espirituais os médiuns incorporam entidades com diversos níveis de evolução, níveis evolutivos esses que se dividem em 3:

AS CRIANÇAS:

São chamadas de eres ou ibejis.

Representam a pureza e a inocência.

OS CABOCLOS:

Nestes incluem-se os boiadeiros, caboclos e caboclas. Representam a força e a coragem. Apresentam a forma de um adulto.

OS PRETOS VELHOS:

 Nestes se incluem os tios e tias, pais e mães, avôs e avós, todos na sua forma idosa, que representa o conhecimento e sabedoria, a fé.

 

NOMES DE ALGUNS PRETOS-VELHOS:

Os Pretos-Velhos podem apresentar-se como Tio, Tia, Pai, Mãe, Avó, Avô, no entanto são todos Pretos-Velhos, sendo que, os que são tratados por vovô ou vó são os mais velhos.

Os Pretos-Velhos apresentam-se com nomes que permitem identificar a sua nação de origem, tal como acontecia na época da escravidão (ex. Guiné, Moçambique…), seu orixá regente, evidenciando a sua actuação propriamente dita. Assim temos:

- Aruanda:

Ex. Pai Francisco de Aruanda.

Aruanda significa “céu”. Refere-se a Pretos-Velhos activos na linha de Oxalá.

- Calunga, Cemitério ou das Almas:

Ex: Pai Francisco da Calunga, Pai Francisco do Cemitério ou Pai Francisco das Almas.

Refere-se a Pretos-Velhos activos na linha de Omulu/Obaluayê.

- Congo:

Ex. Pai Francisco do Congo.

Refere-se a Pretos-Velhos activos na linha de Iansã.

- D’Angola:

Ex. Pai Francisco D’Angola.

Refere-se a Pretos-Velhos activos na linha de Ogum.

- Matas:

Ex: Pai Francisco das Matas.

Refere-se a Pretos-Velhos activos na linha de Oxóssi.

Os Pretos-Velhos masculinos, nomeadamente são:

 Pai João, Pai Joaquim de Angola, Pai José de Angola, Pai Francisco, Pai Jacó, Pai Benedito, Pai Anastácio, Pai Jorge, Pai Luís, Pai Maneco, Pai Mané,  Pai António, Pai Cipriano, Pai Roberto, Pai Tomás, Pai Guiné, Pai Jobim, Velho Liberato…

Os Pretos-Velhos femininos, nomeadamente são:

Maria Conga, Vó Catarina, Mãe Maria, Mãe Cambina; Mãe Sete Serras, Mãe Cristina, Mãe Mariana, Mãe Cambinda, Vó Cecília, Vó Quitéria, Vó Ana….


ADOREI AS ALMAS!!!!
Eles representam a humildade, força de vontade, a resignação, a sabedoria, o amor e a caridade. São um ponto de ponto de referência para todos aqueles que necessitam: curam, ensinam, educam pessoas e espíritos sem luz. Não têm raiva ou ódio pelas humilhações, atrocidades e torturas a que foram submetidos no passado. Com seus cachimbos, fala pausada, tranqüilidade nos gestos, eles escutam e ajudam àqueles que necessitam, independentes de sua cor, idade, sexo e de religião.

ALGUNS NOMES DE PRETOS VELHOS:


Eis aqui, o nome de alguns Pretos Velhos:

Pai Anacleto, Pai Antônio, Vovô Agripino, Pai Benedito, Pai Benguela, Pai Caetano, Pai Cipriano, Pai Congo, Pai Dindó, Pai Fabrício das Almas, Pai(Vovô) Firmino D'Angola, Pai Francisco, Pai Gregório, Pai Guiné, Vovô Gumercindo, Pai Jacó, Vovô Jeremias, Pai Jerônimo, Pai João, Pai João Baiano, Pai Joaquim, Pai Jobá, Pai Jobim, Pai José D'Angola, Pai Julião, Vovô Jurandir, Pai Malaquias, Pai Mané, Pai Miguel D'Arruda, Pai Roberto, Pai Serafim, Pai Serapião, Pai Severino, Pai Tomaz, Pai Tomé, Pai Zé.
Vovó Acácia, Vovó Ana, Vovó Anastácia, Vovó Cambinda (ou Cambina), Vovó Filó, Vovó Carolina, Tia Chica, Vó Ditinha, Vovó Barbina, Mãe Benedita, Mãe Cassiana, Vovó Francisca, Vovó Luíza, Vovó Maria Conga, Mãe Maria D'Aguine, Vovó Manuela, Vovó Chica, Vovó Ana, Tia Joana, Vovó Maria, Vovó Maria Maria Redonda, Vovó Catarina, Vovó Luiza, Vovó Rita, Vovó Gabriela, Vovó Quitéria, Vovó Mariana, Vovó Maria da Serra, Vovó Maria de Minas, Vovó Rosa da Bahia, Vovó Maria do Rosário, Vovó Benedita, Mãe Terezinha D'Angola, Tia Zefinha
Obs: Normalmente os Pretos Velhos tratados por Vovô ou Vovó são mais velhos do que aqueles tratados por Pai, Mãe, Tio ou Tio ou Tia.

 

 

Oferendas aos Pretos Velhos

As oferendas feitas a eles, consistem em velas coloridas, charutos, palheiros, doces caseiros,

frutas, bebidas, farofas, rapaduras, cocadas, doces de milho, enfim, tudo que é feito com raízes e grãos usados

pelo povo do interior. (ex. mandioca, batatas doces, milho, pipoca), pois era isso que eles comiam, quando escravos.

 




Cigana Esmeralda




Salve o povo Cigano .
Salve a cigana Esmeralda

Santa Sara, minha protetora, cubra-nos com seu manto celestial.
Nós filhos do vento, das estrelas, da lua cheia e do pai sol.
Pela força da cigana Esmeralda, abençoe à todos nós que somos filhos do mesmo Deus.
Minha cigana Esmeralda, sempre que um aflito te invocar, dê-lhe consolo, a harmonia e a energia de sua paz.
Que ao olhar a chama de uma vela, passemos a sentir tua presença.
Cigana ,cubra-nos com sua saia colorida de todos os perigos e dos invejosos…
Cigana encantada, pela sua força, abra os caminhos da prosperidade e da fartura.
Cigana, cura os males do espírito, da alma e da matéria.
Cubra-nos com sua alegria.
Que possamos sentir em cada leve brisa seu perfume de amor…
Linda Esmeralda, que nossos pedidos sejam atendidos.
Cigana Esmeralda ,que nesta hora possamos sentir segurança, paz e felicidade



Lenda de Oxum e Oxossi




Lenda de Oxum e Oxossi
Oxossi todas as vezes que ia caçar aparecia na beira do rio para se refrescar, e todas as vezes Oxum avistava Oxossi e adimirava tamanha beleza do caçador. Mais Oxossi não gostava das mulheres
do rio, ele gostava das mulheres das matas. Oxum perguntou a Exu irmão de Oxossi como poderia fazer Oxossi gostar de Oxum e se apaixonar. Exu falou que ela só conseguiria ficar com Oxossi se ela tomasse um banho de mel e jogasse folhas em seu corpo, então Oxum fez, no dia seguinte quando Oxossi se aproximou da beira do rio avistou uma linda mulher das matas, Oxossi se encantou então rolou um romace por muito tempo. Mas certo dia Oxossi percebeu a farsa de Oxum, então Oxossi deixou Oxum e foi embora. mais Oxum quando avistou Oxossi indo embora gritou que estava gravida, Oxossi ficou muito feliz e disse que queria ver a criança, então a criança passou a viver 6 meses nos rios com Oxum e 6 meses nas matas com Oxossi, o nome da criança é Logun edé que se tornou o principe dos orixas, A união das matas com os rios, logun edé caçador e pescador, o orixa mais bonito e rico de todos os orixas.



Pai Antonio




Mensagem de Pai Antonio de Aruanda

Quando a individualidade desaparece
A Luz de Oxalá inunda seu ser.
Você é a Luz, A Luz é você!

Quando o amor surge como uma flor,
Os lírios de Mamãe Oxum brotam em seu coração.
Você é a Flor, A Flor é Você!

Quando a ignorância é eliminada,
As Flechas do Caçador (Oxossi) te guiam.
O Caçador é você. A Caça também!

Quando a alma vence sua própria treva
O Raio de Xangô é vivo no espírito.
Você é o Rei, o Rei é Você!

Quando o tufão do discernimento surgir
Não mais a sombra da alma há de te possuir.
Você é a Guerreira (Iansã),
a Guerreira é você.

Quando as cabeças do vício forem cortadas
A Espada do guerreiro (Ogum) iluminará o caminho!
Você é a Senda, A Senda é Você

Quando a cruz viva do “Velho”(Obaluayê) te marcar
O peso do mundo em suas costas cairá.
Você é Caridade, A Caridade é você!

Quando a Anciã (Nanã) do destino, em ti existir
Não mais mistérios hão de te possuir.
Você é o Fim e também o Começo!

Quando a estrela brilhar, e o canto encantar
Nas praias de Aruanda a Mãe Divina (Iemanjá) você verá.
Você é a Umbanda, Umbanda é Você!

E então, no fim da jornada,
Onde os caminhos se entrecruzam,
E as Sete Encruzilhadas são contempladas,
O Amor que a Tudo gera lá estará!

Você é Olorum, Olorum é Você!

Assim cantava-se na velha Luanda...
Assim ainda se canta,
Na querida Aruanda...



PEDIDOS AOS GUIAS ESPIRITUAIS




NOSSOS PEDIDOS AOS GUIAS ESPIRITUAIS

O merecimento individual tem relação com esforço pessoal e nos acompanha entre as reencarnações sucessivas. Estamos submetidos às mesmas leis naturais ou divinas que estabelecem a semeadura livre e a colheita obrigatória; só vamos colher aquilo que merecermos.
As leis são iguais para todos, porém, alguns se esforçam mais em obter resultados, e isso se configura em merecimento, direito adquirido.
Nenhum espírito da Umbanda contrariará o merecimento seja de quem for, trazendo facilidades para quem não se esforça e ou fazendo “milagres” por uma simples troca, paga ou barganha.
Todos nós temos livre- arbítrio, liberdade de pensar e agir, desde que tenhamos a vontade de fazê-lo.
O livre-arbítrio não significa que possamos fazer tudo, doa a quem doer; o meu direito vai até onde inicia o direito do outro.
Nenhum mentor da Umbanda fará qualquer ato que contrarie o livre-arbítrio individual ou de terceiros com base na solicitação de um indivíduo que, por sua vez, exercita o seu livre-arbítrio.
A submissão à Lei de Causa e Efeito, o respeito ao merecimento e a preservação incondicional do livre-arbítrio de cada cidadão são as bases que a Umbanda se alicerça para praticar a sua magia, fazer a caridade.

- do livro INICIANDO NA UMBANDA.



Tranca Ruas




Tranca Ruas

Existia um médium de Tranca Ruas, muito pobre, e seu dinheiro mal dava para pagar suas passagens, quando ia trabalhar e depois se deslocar para o Centro Espiritualista, onde exercia sua mediunidade.

Certa ocasião, teve que ficar até mais tarde onde trabalhava, porém tinha compromisso no Centro.

Tranca Ruas, havia marcado com uma pessoa que era vítima de obsessão e estava muito doente, por essa razão teria que ser atendida naquele dia.

O médium, examinou sua carteira e observou que se economizasse o dinheiro do jantar, poderia pegar um taxi, que o transportaria mais rapidamente ao Centro. Esta seria a única maneira de chegar na hora. Sabia que o táxi deveria cobrar pelo percurso cerca de R$ 15,00. Terminado seu expediente extra, pegou um táxi, no meio do caminho, verificou que o taxímetro já marcava R$ 30,00.

Já havia feito o mesmo itinerário outras vezes, em outros táxis e ao chegar ao destino nunca a corrida ultrapassara os R$ 15,00 !

Aquele táxi possuia o taxímetro adulterado e marcava muito além da tarifa oficial, ele só tinha no bolso uma nota de R$ 20,00.

Estava muito preocupado, quando ouviu a voz do Tranca Ruas:

- " Dê a nota para pagar a corrida mesmo sendo menor ! "

Pensou: o motorista não vai aceitar !

Tranca Ruas, repetiu:

- " Dê a nota, mesmo sendo menor !, Confie em mim ! "

Quando chegou no destino, o motorista anunciou o valor da corrida que totalizara R$ 50,00 ! O médium, deu os R$ 20,00. O motorista ficou procurando os óculos...e nada de achar. Olhou a nota e deu o troco dizendo:

- " Aqui está o seu troco de R$ 50,00, na nota de R$ 100,00, que o Sr. me deu ! "

E sem agradecer, arrancou com o carro, sem dar tempo se quer do médium explicar o engano.

Imediatamente, Tranca Ruas lhe disse:


- Vamos entrar que estamos atrasados. Isso é uma lição para ele aprender a respeitar as pessoas honestas, assim, ele não tentará enganar a mais ninguém,com Tranca Ruas não se brinca !

Autor Desconhecido








Pai joao de Angola
Ogum vencedor de demanda

Os trabalhos desenvolvidos
Quem somos
constituição da república
Fundamentos. da Umbanda
cartão de visitas
Pontos Cantados
Orações.
Oxum
As Pombas Giras
Maria Padilha
Altar na Umbanda.
Comida de santo
Cosme e Damião
Gira de Umbanda
Homenagem a Zé pilintra.
Xangô o rei da Justiça
Banhos de descarrego.
Simpatias Diversas
Guias contas e colares.
Defumações
Batismo na Umbanda
Conselhos de preto velhos
Escrava Anastácia.
Marinheiros na Umbanda.
Pai benedito.
Homenagem a Tranca Rua
Baiano zé do Coco.
Descarrego de Polvora.
Ciganos na Umbanda.
Sara Kali.
Preto velho na Umbanda.
Cabocla jurema.
Omulu/ Obaluaiê.
Altar virtual.
Mãe Maria Conga.
Boiadeiros na Umbanda.
Altar Virtual de exu.
O que è Caridade?
Caboclo boiadeiro.
Ser Médium.
Caboclos na Umbanda.
Como acontece a Gira.
Conduta moral
Anjo da Quarda.
Curiosidades.
Intolerância Religiosa.
Mediunidade.
Corrente mediunica.
Orações 2
tronqueira
Casamento na Umbanda.
pontos cantados 2
Sincretismo religioso.
Caracteristicas dos filhos
Altar dos Preto-velhos.
Exu









Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Mensagem de Ogum






Que Ogum te abênçoe hoje e sempre.
Agradecemos sua visita Volte sempre....

topo

 
                            
                            










Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.





  Site Map