Orixás




Sou filho dos Orixás - pelo Caboclo Rompe-Mato

Dizer: “Sou filho dos Orixás” é uma afirmação de Fé, um pedido de bênção, mas também um compromisso. O compromisso de amar, honrar e praticar os Valores Imateriais que os Amados Pais e Mães Divinos simbolizam e representam. O compromisso de praticá-la, inclusive o de estender essa bênção ao próximo, porque somos filhos de um mesmo e Único Deus, com direitos e responsabilidades iguais perante o Criador.


Dizer: “Sou filho de Oxalá” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que o Divino Pai do Branco simboliza e representa. A cor branca é a síntese das cores do arco-íris e, portanto, um símbolo de Paz, de Fraternidade, de Congregação ou União em torno de um ideal elevado, de Concórdia e de Perdão. Quando eu peço para mim essa bênção, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de não combater os irmãos de outras crenças; de jamais guerrear em nome da Fé, nem pretender dividir ou segregar aqueles que Deus uniu neste abençoado Plano da Vida. Pedirei, sim, ao Sagrado Pai Oxalá que a Sua Luz Cristalina reine e clareie o Universo inteiro, despertando os mais nobres ideais de Fraternidade, para que todos os homens e mulheres sejam livres nas suas crenças, despertem, se autoiluminem e se amem como irmãos.
Dizer: “Sou filho de Oxum” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que a Divina Mãe do Amor Incondicional ? que é “O Ouro de Deus”? simboliza e representa. O rosa e o dourado de Mamãe Oxum simbolizam a União Sacralizada pelo Amor, que faz conceber vidas e idéias, que se compadece das fragilidades alheias, que nos enriquece no espírito e na matéria e nos traz a Prosperidade em todos os aspectos. Ao pedir para mim essa bênção, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de não odiar, nem semear intrigas; de não alimentar mágoas, rancores, ciúmes, invejas ou discórdias; de não cobiçar as conquistas dos outros. Pois creio que o “Ouro de Deus” está em tudo e em todos, operando em silêncio para a união e perpetuação das sementes da Vida e a produção da Riqueza que nunca perece e propicia todas as outras, e que existe em abundância para todos, tal como o fluir das águas doces e claras das minas, cachoeiras, rios e cascatas.
Dizer: “Sou filho de Oxóssi” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que o Divino Pai do Conhecimento simboliza e representa. O arco do Divino Caçador representa a determinação na busca em aprender, divinizando as nossas capacidades mentais. A Flecha apontada para o Alto indica o salto evolutivo que vem pelo Conhecimento que nos autoilumina, realizando a expansão em todos os nossos Sentidos. A cor verde que lhe é dedicada representa a Fauna, a Flora e o Reino Vegetal, de incomparável poder de cura e fartura; poder sublime que acaba por envolver todos aqueles que se dedicam ao aprendizado no Bem e para o Bem. Ao pedir essa bênção para mim, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de me autoconhecer, de reverenciar o Conhecimento que rege a Criação, e de não sonegar o que aprendi; de não usar com má-fé o conhecimento adquirido; de não praticar atos de desrespeito contra a Mãe Natureza que a todos nós alimenta e abastece.
Dizer: “Sou filho de Xangô” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que o Divino Pai da Justiça simboliza e representa. A cor marrom que lhe é dedicada representa a nobreza própria do Reino da Justiça. As pedreiras traduzem a estabilidade e a firmeza que adquirimos pelo equilíbrio dos sentidos. A balança, com os dois pesos e medidas, nos convida à temperança, ao bom senso, à moderação entre o racional e o emocional. O duplo machado simboliza o corte dos excessos, para o império da Justiça. O fogo, traduzido na cor vermelha, a faísca do raio e o trovão são também símbolos da atuação da Justiça Divina que atravessa os céus do Universo para acalentar as almas dos aflitos, equilibrando a tudo e a todos, amparando e protegendo a senda evolutiva da Criação. Ao pedir essa bênção para mim, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de não fazer julgamentos apressados ou falsos; de não demandar contra aqueles que nada me devem, seja por pensamentos, palavras ou atos; de não proceder com maledicência; de não me render a excessos; de não exigir dos outros a doação daquilo que ainda não sei doar de mim mesmo.
Dizer: “Sou filho de Ogum” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que o Divino Pai da Lei Divina simboliza e representa. Sua espada cintila a Pura Luz azul-noite, símbolo do bom combate, do combate à desordem e ao caos íntimo, para que os seres alcancem o máximo desempenho dos seus talentos Divinos. Suas armas de aço e ferro abrem todos os Caminhos e representam a estirpe dos filhos de Deus passando pela forja do despertar da consciência e resistindo às duras temperaturas das batalhas íntimas, empenhados na autoorganização das idéias, para o afloramento dos ideais de honra e lealdade recíprocos. Seu escudo nos guarda os valores essenciais e Divinos, enquanto também nos protege da desordem externa. E o Seu Nome Sagrado é o Canal da Ordem Divina, pelo qual Ela chega até nós, plena de bênçãos, a nos convidar para o serviço de operários da Lei e beneficiários da Justiça de Deus. Ao pedir essa bênção para mim, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de não levar desordem ao caminho alheio e de não alimentar a desordem em mim; de não reclamar por caminhos abertos sem antes atender ao controle dos meus instintos e vícios; de não alegar injustiças antes de verificar o quanto tenho respeitado a Lei Maior na minha vida e no convívio com os outros; de não responder ataque com ataque; de não combater as trevas da ignorância e da maldade com as trevas do revanchismo. Cuidarei, sim, de selar meus caminhos com a Senha da Ordem íntima, a única que é capaz de canalizar as Luzes do mais Nobre dos Cavaleiros de Deus.
Dizer: “Sou filho de Obaluayê” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que o Divino Pai da Evolução simboliza e representa. Sua Luz Violeta realiza a Transmutação, transformando o fel da ignorância no mel da Sabedoria. Seu cajado é o apôio bastante daqueles que se dedicam, de alma sincera, a caminhar pelas estradas da humildade e da paciência, com serenidade, a passos lentos e cuidadosos, para não tropeçarem nas tentações da vaidade e do orgulho que nos podem enganar e fazer acreditar que se possa antecipar ou ignorar o tempo de aprendizado e amadurecimento necessário a cada pessoa ou condição. Suas palhas Sagradas contêm o remédio da cura da alma e do corpo; atuando, ainda, no primeiro acolhimento àqueles que partiram da carne. Seu xaxará também é símbolo da Manifestação da Luz Violeta, a desfazer magias, projeções mentais e quaisquer atentados negativos, transformando trevas em Luz, curando e libertando os sofredores, e sem deixar de acolher e de encaminhar os seres que se tenham desviado dos caminhos da Evolução por se entregarem a tais práticas sombrias e infelizes. Ao pedir essa bênção para mim, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de não me tornar obstáculo à minha evolução e nem à de qualquer pessoa ou situação; de não me render à arrogância, à impaciência e aos temores da ansiedade; de não temer a doença, a morte física e nem o Campo Santo, pois creio na Presença deste Paizinho Divino em todas as etapas e degraus da Escada Evolutiva, a operar o milagre da Transmutação, abrindo as Divinas Passagens que irão nos introduzir na esteira da compreensão e acesso à Eternidade.
Dizer: “Sou filho de Yemanjá” é um pedido de bênção que traz o compromisso de amar, honrar e praticar tudo aquilo que a Divina Mãe da Geração simboliza e representa. Suas águas sinalizam para o berço da Vida e também para o mundo das emoções humanas que precisam ser desvendadas e pacificadas. O mar acolhe todas as águas, representando o Colo e o Ventre da Grande Mãe, o Ventre do Universo, a Manifestação do Poder Geracionista do Criador. São Águas da Criatividade, onde a nossa vida é gestada, assim como as idéias, projetos e sonhos a construir. No balanço dessas Águas a humanidade se acalma, equilibra as emoções e desejos e, então, sente o vibrar intenso das Cordas Sagradas da Vida Maior; e adormece para o mundo das ilusões,mergulhando e mergulhando no mundo Interno e Real, para acessar a magia e os encantos de tanta Vida que há, à espera de ser revelada. Assim a humanidade descobre os sonhos da alma, quer realizá-los e viver plena e feliz. Então desperta, para “sonhar acordada”, passando a realizar os sonhos da sua alma, que a Grande Mãe das Águas lhe revelou. Ao pedir essa bênção para mim, assumo o compromisso de praticá-la. O compromisso de respeitar todas as formas de vida; de não atentar contra a vida e os sonhos de ninguém; de não me tornar obstáculo para o surgimento e a revelação de novas idéias em mim mesmo e nos outros; de não desperdiçar os talentos que recebi; de não me render a lamentações e sim, de viver cada momento da melhor forma que eu seja capaz, aprendendo e construindo, para que a Vida Maior possa, mais e mais, construir em mim e nos que me cercam.
Sim, somos filhos dos Sagrados Orixás!
Então, vamos pedir Suas Divinas bênçãos, a todo o instante. Para que nos despertem, fortaleçam e nos auxiliem no compromisso inadiável de amá-Los e honrá-Los, aprendendo a estender tal Graça aos nossos semelhantes e a toda a Criação. Que assim seja, como sempre foi, e assim será!



filhos de Oxossi


I



Tudo sobre os filhos de Oxossi
Os filhos de Oxóssi são discretos, curiosos e introvertidos. Tem muita iniciativa e estão sempre em busca de novas descobertas e de novas atividades. São rápidos e alertas. Estão sempre em movimento, não param. Tem grande senso de observação, muita sensibilidade e criatividade, entretanto são distraídos, instáveis e não são perseverantes. São pessoas bem generosas,hospitaleiras, românticas, carinhosas e apaixonadas. Tem um gosto apurado e dotes artísticos. São amigos da ordem e da vida. São amáveis, dóceis, educados, serenos e calmos para conversar e dar conselhos.


São pessoas com muita iniciativa e que não gostam de se fixar num determinado lugar. Estão sempre interessados em descobrir novas coisas, são espertos. E têm grande senso de responsabilidade, principalmente com a família. No entanto, demonstram uma natureza volúvel com relação a suas relações afetivas.
Demonstram enorme capacidade enorme capacidade de concentração em seus objetivos e uma elevada dose de paciência e tem maio facilidade em canalizar forças para aquilo que desejam realizar.

Os filhos de Oxóssi preferem viver sozinhos. Não costumam demonstrar seus sentimentos, pois são cautelosos a respeito de amizades e são desconfiados, mas quando se tornam amigos é para sempre, porém se, é desfeita a amizade, também é definitivo. Possuem fama de faladores e são distraídos e prestativos. Ajudam a todos que os procuram e dividem tudo o que têm. Geralmente são altos e magros, com talento para as artes. Como bons caçadores, analisam a situação e atacam na hora certa, pois quase sempre possuem uma única chance.

De forte ligações místicas são capazes até de adquirir poderes sobrenaturais. Sua lealdade e jeito franco e verdadeiro fazem com que sejam admirados e também muito invejados. Os protegidos de Oxóssi são bonitos fisicamente, o que faz com que atraiam a atenção sempre. Não costumam ser muito namoradores, mas como estão sempre atrás de alguém para subir ao altar, acabam se relacionando com mais pessoas do que realmente desejariam.

Têm o espírito muito jovem e parecem umas eternas crianças em busca do prazer. Ficar ao seu lado não é fácil, pois mesmo desejando um casamento, não suportam assumir responsabilidades, querem apenas uma vida prazerosa, o que faz com que a pessoa amada se sinta sobrecarregada. Quando estão apaixonados, demoram a tomar uma iniciativa. Ficam sempre muito indecisos sobre seus sentimentos e se devem ou não arriscar viver um grande amor que pode ser apenas ilusão. Quando encontram o grande amor, usam a intuição para saber como prendê-lo (a) e conseguem fazer isso com grande habilidade. Quando apaixonados, mostram suas fraquezas, o que pode fazer com que a pessoa amada se aproveite de seu medo de perdê-la.

Os influenciados por Oxóssi, por terem facilidade de se expressar, costumam se sair muito bem em todo tipo de profissão onde haja contato com o público. Profissionais como jornalismo, turismo e relações públicas tem tudo a ver. Como são muito apegados aos animais, podem ser bons veterinários. Como também são carismáticos, alegres e doces costumam ser professores de primeira. Mas sua precipitação pode fazer com que demorem a acertar e se realizar numa profissão.

Não conseguem guardar segredo e não sabem esperar, o que faz com que as pessoas mal intencionadas passem a perna neles com freqüência. Devem confiar mais em si mesmos e menos nas boas intenções dos outros.
Os filhos de Oxóssi não costumam ser um poço de saúde, mas também não ficam doentes gravemente ao longo de suas vidas. Têm tendências a sofrer com problemas de garganta, estômago e coluna, males nos olhos, boca e intestino, além de dores musculares. A garganta mostra que para não magoar os outros, engole muitas coisas que acabam sendo mal digeridas no estômago. Devem trabalhar melhor essas emoções através do lado místico que é bastante aguçado. Nunca devem abrir mão da espiritualidade porque sem ela, adoecem com facilidade.

Os filhos de Oxóssi são pessoas de aparência calma que podem manter a mesma expressão quando alegres ou aborrecidos. Do tipo que não externa suas emoções, mas não são de forma alguma pessoas insensíveis, só preferem guardar os sentimentos mais profundos para si. São pessoas que podem parecer prepotentes e arrogantes e às vezes o são. Na realidade os filhos de Oxóssi são desconfiados, cautelosos, inteligentes e atentos. Selecionam muito bem as suas amizades, pois possuem grande dificuldade em confiar nas pessoas. Apesar de não confiarem, são pessoas altamente confiáveis dos quais não se teme deslealdade. São incapazes de trair até o inimigo.

Magoam-se com pequenas coisas e quando terminam uma amizade, terminam para sempre. São do tipo que ouvem conselhos com atenção, respeitam a opinião do próximo, a opinião de todos, mas sempre acabam fazendo o que querem. Com estratégia acabam fazendo prevalecer sua opinião e agradando a todos. Altos, prumados, os filhos de Oxóssi possuem facilidade para se mover mesmo entre os obstáculos. Seu andar possui deselegância, sua presença é sempre notada mesmo que não façam nada para isso acontecer. Os filhos de Oxóssi sempre se destacam em seu meio, sempre estão em evidência quando chegam.

Gostam da solidão, sempre se isolam, ficam à espreita, observam atentamente tudo o que se passa a sua volta. Curiosos, percebem as coisas com rapidez. São introvertidos e discretos, vaidosos, distraídos e prestativos, um comportamento típico de um caçador, de um provedor do seu povo. As pessoas que nascem sob a influência de Oxóssi, são pessoas ávidas por liberdade, meigas, inteligentes e exigentes; acomodadas, cultas e sensíveis. São artistas de um modo geral e amante da fartura e do exagero. Odé fornece a seus filhos uma energia vital muito grande, geralmente são pessoas joviais, rápidas e espertas, tanto mental como fisicamente.

Grande capacidade de concentração e de atenção, aliada a uma firme determinação em alcançar seus objetivos e paciência para aguardar o momento certo para a iniciativa, e sempre em vias de novas descobertas ou de novas atividades. Tem muito senso de responsabilidade e de cuidados com a família. São generosos, hospitaleiros e amigos da ordem, mas gostam muito de mudar de residência e achar novos meios de existência em detrimento, algumas vezes, de uma vida doméstica harmoniosa e calma.

Fonte: Filhos da Magia



Vencendo a maldade




Vencendo a maldade- Mensagem do Caboclo Timbiri

No mundo material, nem sempre ter razão é o bastante para se ganhar uma disputa. A mente humana é cheia de “razões”... Cada pessoa tem a sua, e luta com unhas e dentes para justificá-la... E quando as “razões” de uma e de outra pessoa se confrontam, fica difícil dizer quem de fato tem razão...
Nem sempre o que chamamos de “razão” corresponde a uma verdade ética e moral que possa beneficiar nosso Espírito. Aquele que se considera superior aos demais e que procura ser reconhecido a qualquer preço, com certeza, encontrará “razões” para tentar justificar seu comportamento e atitudes mesquinhos. E aquele que procura viver princípios superiores, sem tantas amarras do ego, também defenderá seu ponto de vista. Argumento contra argumento, quem tem razão, afinal? Quem está certo e quem está errado?
Todos nós estamos certos, dentro daquilo que sabemos, ou seja, dentro do nosso grau de evolução. E todos nós estamos errados, diante daquilo que ainda temos por aprender, uma vez que a possibilidade de evolução é infinita, segundo as Leis da Criação Divina. Cada um vive e se expressa de acordo com o conhecimento adquirido e, neste aspecto, todos se consideram cobertos de “razão”.
Porém, a questão fundamental é que somos Espíritos imortais destinados a um Propósito elevado. Vivemos para aprender a nos adequar à Verdade do Espírito, que é a única Fonte da verdadeira razão. Assim, a razão verdadeira, útil, só pode nascer do Princípio Espiritual ou Bem Divino, pois apenas este nunca perece.
O que é de Deus não perece porque é de natureza Perfeita, incorruptível.
O que é de Deus tem muitas Faces, mas todas elas são Perfeitas, incorruptíveis. Já as facetas da compreensão humana são todas parciais porque marcadas pela imperfeição característica do nosso aprendizado ainda incompleto...

Por isso, não podemos perder tempo tentando impor nossas “verdades” aos outros nem perder tempo com lamentações por não sermos compreendidos, ainda que estejamos empenhados em defender ideais nobres. A semente da nobreza só pode ser recebida e compreendida pela terra fértil do Espírito que já se elevou àquele ponto. Inversamente, nas terras estéreis do ego, onde germinam muitas sementes da vaidade e da ilusão do poder material, não há nutrientes que possam recebê-la. Não ainda. Mas o Tempo de Deus fará com que, um dia, todos nós sejamos terras propícias ao crescimento das sementes mais nobres do Espírito.

Por enquanto, a Terra, este lindo planeta-Mãe que nos abriga, atravessa um período de aperfeiçoamento dos seus filhos. E sofre, ela também, as dores imensas provocadas pela insanidade da luta desenfreada pelo poder material, com o esquecimento dos valores Espirituais. O mundo que conhecemos está sendo revolvido, qual um campo que se prepara para receber nova plantação. Mudanças tremendas acontecem, fazendo vir à tona coisas até aqui escondidas. Em toda parte surgem escândalos, desastres naturais, crimes, tragédias. Toda a maldade que estava escondida está sendo revelada. Sistemas de governo e modelos econômicos que pareciam muito sólidos estão desmoronando somente porque serviam aos desejos inferiores da ganância e da cobiça... Em todos os setores, pessoas que pareciam exemplos de conduta surgem envolvidas em escândalos, retiram suas máscaras e expõem faces de grande miséria interior... Aproveitando a grande expansão das comunicações, essas notícias atravessam os quatro cantos do planeta, causando comoção, insegurança e medo, às vezes até sentimentos se revolta...
Mas não há o que temer e nem é momento para disputas!
A Mãe Gaia é filha do Criador, tanto quanto cada um de nós. Tudo e todos nós estamos protegidos pelo Divino Criador! É tempo de grandes transformações, tempo de separar o joio do trigo... A Divina Lei da Atração colocará cada coisa e cada pessoa no seu devido lugar, por sintonia. A grande “faxina” está perto de terminar... Depois, virá um período de paz, de fraternidade e de concórdia, para todos aqueles que fizerem por merecer. Quem se colocar fora das Leis de Equilíbrio do Criador será encaminhado para outras escolas, para outros mundos habitáveis, para recomeçar seu aprendizado? ninguém receberá qualquer tipo de “condenação eterna”, visto que tal medida absolutamente não existe na Mente Divina, que é Puro Amor e Perfeição.
Mas a questão é: precisamos aproveitar este momento Divino de transformações do nosso mundo! Não desperdiçar a oportunidade de evoluir e de chegar mais perto da felicidade. Perseverar no caminho da Luz, abrindo o coração e a mente para subir mais um degrau da escada evolutiva. E construir no Bem, manter e expandir essa construção, para alcançarmos o grau de colaboradores do Bem.
Por isto, se a maldade tentar nos envolver, façamos um instante de silêncio, buscando sintonia com a Luz que habita em nosso íntimo. Não é hora de responder a qualquer ataque das sombras. O momento nos pede o revigoramento da Fé. Despertar a Fé nas Leis sublimes do Criador e viver amparado por elas. Orar e vigiar, guardando-se da tentação de cair nas disputas inúteis e vazias do orgulho e da vaidade. O poder material é absoluta ilusão... A verdadeira Potência está em Deus e vem de Deus, para o nosso Espírito. O momento agora é de despertarmos essa consciência e viver com integral fidelidade a ela.
Diante de qualquer ataque da maldade, apenas guarde silêncio. Entre em oração. Peça auxílio ao Criador, aos Sagrados Orixás, aos Anjos, aos Santos, conforme sua devoção particular. E peça ajuda aos seus Amparadores, Mentores e Guias. Firme-se nesta sintonia com a Luz e com os mensageiros da Luz. Não perca tempo discutindo com os que ainda se rendem às sombras; e nem tente convertê-los às suas “razões”, porque eles não estão prontos para ouvi-las? infelizmente, sequer estão ouvindo o próprio coração...
Ore pelo seu equilíbrio pessoal, peça coragem para perseverar no Bem.
Ore também pelos inimigos, para que a Luz Divina os liberte, curando suas mentes enfermas.
A oração sincera é a máxima proteção que podemos alcançar, é o maior atrator do Bem, em qualquer situação.
Firme-se na Luz. Trace um propósito de Luz. Viva esse propósito, sempre e especialmente nas horas mais duras. Não se desvie da sua rota. Mantenha-se focado no objetivo de ser feliz, de viver na paz do Espírito. Assim, e somente assim, como disse o Mestre Jesus: “todas as coisas materiais te serão acrescentadas”, porque “ninguém vencerá no mundo (ou ao mundo) sem antes vencer a si mesmo”.
Paz e Luz!
(11/8/2012.)
Escrito por Maria de Fatima



ORAÇÃO A MARINHEIROS




ORAÇÃO A MARINHEIROS

Oração I

Pelo mar vou levando o desequilíbrio e as negatividades do meu ser.
Pelo mar vou levando a incerteza de que caminho tomar.
Pelo mar vou levando os motivos de meu desespero e solidão.
Pelo mar vou levando a falta de um caminho para seguir.
Que os marujos me tragam a certeza de uma vida equilibrada, a vontade de continuar navegando e a promessa de um caminho iluminado.Que assim seja.
Oração II

Salve, Marujos!
Pedimos que pelo mar levem os nossos desequilíbrios e nossas negatividades.
Leve as incertezas e as intolerâncias.
Leve o desespero, a angústia e a solidão.
E nos tragam, caros marujos,
a certeza de uma vida equilibrada,
a vontade de seguir navegando pelo mar da vida
e a promessa de um caminho iluminado.
Assim seja e assim será.

Oração III

Senhor DEUS proteja nossas nau,
DEUS do universo não nos deixe ficar a deriva em meio esse grande mar
que é a vida ...
DEUS sabemos que nossos comandantes tem a guia ,mas só tu senhor
tem a bussola do nosso destino ..
guia no para aguás tranquilas e conduza nos ao lindo horizonte ...
que possamos ao entardecer lembra DEUS que tu nos protejes desse mar...
é isso que te imploro e já sou grato pela vitória
Assim seja!




Marinheiros




O Povo das Águas e os Marinheiros


A água (doce ou salgada), um dos elementos de grande uso na Umbanda, tem o poder de absorver, acumular ou descarregar qualquer vibração,
seja benéfica ou maléfica.

A Linha d’água, onde atuam Caboclos, Pretos Velhos, Crianças, Exus e Pombagiras, Orientais e demais Falanges afinizadas com esta vibração, quando descem nas Casas de Umbanda, geralmente manifestam-se para purificar e energizar os filhos da Casa e a assistência, trabalhando com muita propriedade o nosso emocional. A incorporação dos Falangeiros de Iemanjá é bastante serena, sempre movimentam os braços como se estivessem abrindo caminho entre as ondas do mar.

Não podemos nos esquecer da Falange dos Marinheiros que trabalham na Linha de Iemanjá e de Oxum. Os conselhos e mensagens dessas Entidades são sempre cheios de esperança e de fé. Costumam trabalhar em grupos. Nos transmitem força e esperança, pois enfrentaram guerras e mares agitados, mas também conheceram a calmaria e a bonança.

Os Marinheiros

São espíritos que trabalham na Umbanda para dar sustento no campo da diluição de cargas trevosas e atuam também como elementos de sustentação de trabalhos voltados a curas, principalmente a cura da desesperança. Andam de modo característico com seu balanço, como se estivessem embarcados, navegando na marola das ondas do mar, essa é também uma maneira de descarregar o médium e o ambiente enquanto fazem seus trabalhos.








Pai joao de Angola
Ogum vencedor de demanda

Os trabalhos desenvolvidos
Quem somos
constituição da república
Fundamentos. da Umbanda
cartão de visitas
Pontos Cantados
Orações.
Oxum
As Pombas Giras
Maria Padilha
Altar na Umbanda.
Comida de santo
Cosme e Damião
Gira de Umbanda
Homenagem a Zé pilintra.
Xangô o rei da Justiça
Banhos de descarrego.
Simpatias Diversas
Guias contas e colares.
Defumações
Batismo na Umbanda
Conselhos de preto velhos
Escrava Anastácia.
Marinheiros na Umbanda.
Pai benedito.
Homenagem a Tranca Rua
Baiano zé do Coco.
Descarrego de Polvora.
Ciganos na Umbanda.
Sara Kali.
Preto velho na Umbanda.
Cabocla jurema.
Omulu/ Obaluaiê.
Altar virtual.
Mãe Maria Conga.
Boiadeiros na Umbanda.
Altar Virtual de exu.
O que è Caridade?
Caboclo boiadeiro.
Ser Médium.
Caboclos na Umbanda.
Como acontece a Gira.
Conduta moral
Anjo da Quarda.
Curiosidades.
Intolerância Religiosa.
Mediunidade.
Corrente mediunica.
Orações 2
tronqueira
Casamento na Umbanda.
pontos cantados 2
Sincretismo religioso.
Caracteristicas dos filhos
Altar dos Preto-velhos.
Exu









Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Mensagem de Ogum






Que Ogum te abênçoe hoje e sempre.
Agradecemos sua visita Volte sempre....

topo

 
                            
                            










Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.





  Site Map