bv1




                  Amuletos & talismãs.
Muitas pessoas tem suas superstições: levantar com o pé
direito, para ter um dia bom, não passar debaixo de escada, para evitar o azar....















Desde a antiguidade, as pessoas costumam levar consigo ou guardar em casa objectos que acreditam terem poderes sobrenaturais de afastar desgraças e má sorte. Agem de forma defensiva, pois recebem e acumulam as forças positivas e dispersam as negativas, imunizando assim o seu dono de influências externas.

Mas você sabia que talismãs e amuletos são diferentes? Apesar de terem a mesma função, proteger quem os usa, os amuletos são objetos já prontos encontrados na natureza, enquanto os talismãs são peças feitas pela mão do homem.
O uso de amuletos e talismãs é universal em quase todas as culturas e religiões, sendo apresentado e utilizado de diferentes formas.

Os amuletos podem ser animais, minerais ou vegetais e os mais conhecidos e usados são:

Pés de coelho 

normalmente usadas no bolso esquerdo das calças, ele ajuda

a dar boa sorte, principalmente para ganhar em jogos de azar.
Cristais e pedras - são fontes de energia, são muitos utilizados para meditar, orar, curar, energizar ambientes, plantas, animais e pessoas.


Trevos de quatro folhas - utilizado para trazer sorte e também alcançar a realização de suas aspirações e desejos.


Ramos de arruda, comigo ninguém pode, alecrim - são usadas para afastar o azar, mal-olhado e desviar as energias negativas para longe de si.


 


Figa 
 

A figa é um amuleto desde a Roma antiga – mas, naquela época, era usada em cultos à fertilidade e ao erotismo. O dedo polegar seria o órgão masculino, penetrando o feminino. Tal imagem, no imaginário popular, afastaria a infertilidade. Hoje, a crença é de que a figa protege contra mau-olhado, feitiços e influências negativas e garante sorte ao seu portador. Ela pode ser usada em colares, pulseiras ou presas a chaveiros. Pode ser feita em madeira, ouro, outros metais e até em arruda, planta também conhecida por afastar a má sorte. Se você perder um figa, não a procure: ela foi embora com toda a carga negativa que teria recaído sobre você.




Escapulário
É uma corrente com pequenas imagens de santos ou orações em cada uma das pontas.
Pode ser feito de barbante ou metais nobres, como ouro. O que importa é a proteção que dá à pessoa que o carrega no pescoço. Há quem faça pedidos ao colocá-lo pela primeira vez, que devem se realizar até que a corrente arrebente.





Ferradura
É muito usada na zona rural das cidades por ser de fácil acesso aos habitantes, já que a maioria dos cavalos usa ferradura. Normalmente é colocada atrás da porta da casa com as pontas para cima para proteger seus moradores, trazer boa sorte e afastar os maus espíritos. Em versão miniatura, pode ser levada na bolsa ou aplicada em brincos e pulseiras. Na antigüidade, o ferro, sua principal matéria-prima, era temido pelos espíritos negativos. Outra crença é de que seu formato de meia-lua é um forte elemento do esoterismo.
 






Arruda
Planta de cheiro desagradável, mas com ótimas propriedades medicinais, a arruda é usada para afastar maus espíritos, mau-olhado e até doenças graves. Segundo a crença popular, seus ramos atraem as vibrações negativas, deixando o ambiente limpo e seus habitantes livres do mal. Na Idade Média, ramos de arruda eram usados para a população se proteger das bruxas, caçadas pela Igreja Católica. Hoje, é usada em ambientes internos e externos ou, em forma de infusão, nos banhos. 





Olho turco ou olho grego

O olho turco é um amuleto azul muito comum naquele país ("nazar boncuk", na língua original), sendo de lá exportado para o mundo todo. E até no Brasil é possível encontrá-lo em brincos, pulseiras, colares, chaveiros ou pendurados em finas correntes para proteger o lar, o carro ou o ambiente de trabalho. É usado contra mau-olhado e olho-gordo. Na Turquia, as mães colocam o amuleto na roupa dos filhos. Se é encontrado rachado, significa que funcionou e protegeu a criança. Ao carregar um olho turco, toda a energia negativa direcionada a você será atraída pelo amuleto - ainda que seja por meio de um elogio (os turcos acreditam que elogios podem revelar, inconscientemente, inveja).




Comigo-ninguém-pode

Esta planta é perigosíssima, principalmente para crianças e animais.
Se estiver ao seu alcance e for mastigada, suas folhas podem causar irritação das mucosas, faringe e laringe, dores, febre e enjôo. Esse poder da comigo-ninguém-pode, no entanto, pode ser usado como proteção às pessoas.
 Acredita-se que, se um vaso da planta for colocado na frente de casas e estabelecimentos comerciais, pode protegê-los ao absorver energias negativas das pessoas mal-intencionadas que neles adentrarem.




Patuá

Todo brasileiro pelo menos já ouviu falar em patuá, mesmo que não saiba o que exatamente ele é. Muito usado por seguidores do Candomblé, o amuleto é feito de um pequeno saco (de plástico ou pano) com a cor e nome do orixá correspondente, acompanhado de ervas ou outros elementos atribuídos a ele (como conchas e miçangas). Costuma ser usado dentro da roupa, bolsa ou carteira de seu seguidor, que obterá a força e proteção do orixá.






OLHO-DE-CABRA

não é o olho do animal. Trata-se de um amuleto que é feito através das

sementes vermelhas e pretas da planta chamada olho-de-cabra. Carregá-lo dentro da carteira vai afastar toda

a inveja que estiver atrapalhando a sua vida.



ELEFANTE BRANCO

Além de proteger a casa, impede que energias negativas destruam a sua família. Você deve usar esse amuleto com o traseiro do elefante virado para a porta de entrada da casa, evitando que fluidos negativos e olhares invejosos possam entrar por ela.


 

BUDA


Conhecido também como "o talismã da felicidade", atrai sorte e dinheiro, se estiver ao lado de moedas, para quem possui essa estátua em casa. Deve ser colocado virado para a parede, dentro de um pires e, de preferência, com muitas moedas ao seu redor para atrair riqueza. Para chamar a sorte, deve-se coçar a barriga do Buda, em sinal de carinho. 


 




LUA

Também é muito poderosa. Basta pensar que ela é o satélite natural da Terra. Geralmente é muito bonita e pode servir também como objeto de decoração. Se for de um tamanho pequeno, pode ser usado como pingente ou brincos.

 




PIRÂMIDE


Capta as energias positivas do ambiente e as transmite para quem está por perto. É considerado o amuleto mais completo para quem está precisando de energia em todos os setores da vida. Para conseguir equilíbrio emocional, saúde e também tranqüilidade, você deve usá-la no peito, com pingente de uma corrente que goste muito.



ÂNCORA
Simboliza segurança. É usado para trazer segurança e equilíbrio no plano físico, financeiro, e para se livrar de perdas materiais.








estrela_davi
Estrela de Davi -
 É um antigo e poderoso símbolo mágico. Este símbolo consiste em um hexagrama de dois triângulos entrelaçados (um voltado para cima e outro para baixo). O selo de Salomão simboliza a alma humana, sendo utilizados por bruxos e magos cerimoniais para encantamentos, conjuração de espíritos, sabedoria, purificação e reforço dos poderes psíquicos.





Carranca -
A escultura, feita principalmente de madeira, apresenta características de um ser fantástico, com detalhes muito fortes, devido a forma como é retratada, com grandes dentes pontiagudos e olhar de uma criatura muito feroz, sua utilização se faz como proteção contra espíritos maus, pois segundo muitas pessoas que utilizam a Carranca, ao se deparar com uma criatura tão monstruosa e aparentemente feroz, o espírito mau se assusta e foge, é bastante evidenciada nas proas dos barcos na Região do Rio São Francisco, e em frentes das residências, estabelecimentos comerciais e etc.





Crucifixo (Cruz)
 
Pode ser considerado um talismã ou amuleto dos mais utilizados, não só no Brasil mas em todo o mundo, se trata da representação em um objeto do local onde Jesus Cristo foi pregado para morrer, este amuleto representa o sofrimento de Jesus Cristo, para salvar toda a humanidade. As pessoas utilizam mesmo sem tê-lo como um amuleto, pois é um símbolo universal de Jesus Cristo, e sua utilização se dá principalmente como forma de proteção contra o mal.





Fitinhas de Santos
Fitinha têm uma particularidade entre os outros tipos de amuletos, pois ela é utilizada também como forma de corrente religiosa entre um pedido feito a determinado Santo, e a sua proteção e ajuda na realização do pedido. Segundo a cultura popular, a Fitinha, que pode ser de diversas cores, é amarrada ao pulso três vezes fazendo-se o pedido e deixando a Fitinha presa até partir sozinha sendo assim, um sinal que o pedido será realizado. Atualmente ela também é utilizada em diversos locais para atrair proteção, locais como em automóveis, residências, bolsas, bolso, e etc.




Imã
 O Imã é utilizado como amuleto especificamente financeiro, ou seja
a ele é atribuído poderes para cada vez mais conseguir dinheiro, as pessoas costumam colocar um imã em um local e nele colocar moedas, pois os imãs atraem as moedas que representam o dinheiro, atraindo assim cada vez mais dinheiro.





Para  refletir.









  





Deus escreve certo, por linhas tortas... assim diz o ditado.
Muitas vezes não compreendemos muito bem Seus desígnios, questionamos, choramos, ficamos tristes ou indignados.
Analisando nossa caminhada nesta existência, encontramos provas de Sua sabedoria, aquela sabedoria que é muito maior que a nossa.
Aquela sabedoria que nos ensina a andar e a trilhar novos caminhos nos conduzindo a novos horizontes, a novos amores, a novos amigos, a novos destinos.
Deus é tão poderoso que quando pensamos estar desamparados, na verdade, Ele nos está carregando nos braços.
Cada vez mais podemos aprender, a cada dia que passa devemos nos render, abaixar nossa cabeça em sinal de reconhecimento.
Livre arbítrio. É o que temos. É o que muitas vezes não entendemos ou não sabemos usá-lo. Rica é a pessoa que sabe compreender e tê-lo de forma verdadeira e honesta.
Podemos sentir paz ao pensar nisso, em abrir nossos braços para receber um amigo ou uma amiga, um amor ou um novo desafio de vida, uma nova tarefa, um novo caminho.
O nosso desejo sincero e pedido implorado é que Deus nos ensine cada vez mais, que nos mostre onde erramos, onde acertamos, onde devemos ir, quem devemos abraçar, quem devemos amar, quem devemos ajudar, a quem devemos ter piedade e a quem devemos ter compaixão.
Abaixemos nossa cabeça quantas vezes forem necessárias para que possamos aprender.
Peçamos a Ele o amparo, a benção, o amor de Pai, a compaixão, a benevolência Divina todos os dias de nossa vida para que nós possamos trilhar os caminhos que sabemos que são os corretos pois o que pensamos realmente, é que não somos ninguém nesta vida, iremos voltar ao pó, não levaremos nada daqui, apenas levaremos nossas ações, nossa verdade, nossos sentimentos, nossa humildade se a tivermos, assim como nosso amor se o tivermos também e nosso espírito se não o tivermos vendido.
" O Senhor escuta as preces daqueles que pedem para esquecer o ódio. Mas está surdo aos que querem fugir do amor."
"Chegamos exatamente onde precisamos chegar porque a mão de Deus sempre guia aquele que segue seu caminho com fé."
"A melhor maneira de mergulhar em Deus é através do amor."
"Somente os homens e mulheres com a sagrada chama no coração possuem o valor de enfrentar a Deus. E somente estes conhecem o caminho de volta para Seu amor, porque entendem finalmente que a tragédia não é um castigo, mas sim um desafio."
"Deus está onde o deixam entrar."
"As palavras de Deus estão escondidas no mundo que nos rodeia. Basta prestar atenção ao que acontece em nossa vida para descobrir em qualquer momento do dia onde Ele esconde suas palavras e sua vontade."

                                                 



Textos de Umbanda.

Como acontece a Gira
A Gira, sessão espírita da Umbanda, começa com o medium líder, que é chamado Babá, Pai de Santo, Mestre entre outras denominações, defumando e enfumaçando os seguidores e firmando o Congá. Firmar o Congá é encher taças com água, para condensar energia, acender sete velas, uma para cada Orixá e fazer uma oração mental “edificante”. Depois, “firma a Tronqueira da casa” acendendo uma vela e servindo cachaça para o Exú chefe. Outro sincretismo da “religião original”, posto que no Candomblé, mais antigo, todos os rituais começam com oferenda a Exú, aquele que é intermediário entre homens e Orixás. A seguir, mais fumaça nos consulentes.
Os mediuns vestidos de branco posicionam-se, em relação ao Congá: mulheres à esquerda; homens à direita e os consulentes sentados. O medium-chefe, então, pede a proteção dos Orixás e das entidades e faz uma palestra de abertura para sintonizar a platéia com vibrações positivas. Começam os pontos cantados e os mediuns, incorporando os Eres, os espíritos de “crianças” para fazer o atendimento espiritual.
Encerradas as consultas, após 10 minutos de intervalo, começa outra Gira que deverá convocar os espíritos dos caboclos, novamente embalados pelos cantos. Com os caboclos, mais fumaça, porque estas entidades gostam de charutos. Repete-se o intervalo que precede a terceira sessão: a Gira dos Pretos-Velhos, que preferem fumar em cachimbos. Finalmente, procede-se à Gira dos Exús que também são fumantes de charutos e têm a função de cumprir as determinações deliberadas nas Giras anteriores, ou seja, fazer o serviço. Como já foi mencionado, existem também as Giras internas, fechadas ao público, destinadas aos adeptos que precisam “desenvolver a mediunidade”, estudar a “doutrina” ou, ainda, para a limpeza espiritual da Tenda.

Gira de Umbanda: é um termo cujo significado é sessão umbandista, com cânticos, danças, rezas e passes magnéticos fluidificados. As giras internas são fechadas para os que estão se iniciando na religião, desenvolvendo a mediunidade; as giras externas, abertas ao público, destinam-se à promoção de curas e resolução dos mais diferentes problemas.







Textos de reflexão:


Acabou o diálogo?

E agora?


Muitos casais permanecem juntos vivendo vidas separadas por um silêncio insuportável.Será que esta incomunicabilidade dentro de casa é intransponível?

Quando o silêncio se instala entre o casal, as esperanças e os projetos de vida do início do romance cedem lugar a uma triste e desgastada solidão a dois.

Por mais que se queira, tudo o que não é dito não fica claro pode ser traduzido em diversos significados.

“A falta de comunicação entre pessoas que moram juntas é uma situação bastante comum”, diz a terapeuta Virgínia Cavalcanti. “Não são poucas as ocasiões em que recebo clientes no meu consultório, homens e mulheres que há anos não conversam com parceiros com quem vivem sob o mesmo teto, a não ser sobre o indispensável.

As queixas de ambos os lados são as mesmas. “Ele(a) não me escuta, nem adianta eu falar”. “Quando chega a hora de voltar pra casa é um inferno, fico fazendo hora na rua”, e assim por diante.

Por força da sua própria natureza, o silêncio dá margem a infinitas interpretações. O que fazer?

Se você está vivendo uma situação de falta de diálogo, procure identificar as causas da falta de comunicação do parceiro ou sua. Ajudará muito a dissolver o gelo e chegar a um entendimento.

Veja aqui algumas das razões que, freqüentemente, se encontram por trás do silêncio passageiro ou constante.

O silêncio culpado:

Atitude comum de defesa quando um dos parceiros se sente culpado em relação ao outro e foge, trancando-se na falta de comunicação. Evitar falar é uma forma não encarar a situação.

O silêncio-inseguro:

Muito comum. Funciona como uma forma de defesa das pessoas que temem não serem aceitas como são. Como têm baixa autoestima, disfarçam seus possíveis defeitos e erros calando a boca, como se isto os tornassem invisíveis e imperceptíveis para o outro.

O silêncio-punitivo:

Acontece quando um dos parceiros resolve castigar o outro ignorando-o, como se aquele não existisse. Pode ser enlouquecedor quando o parceiro não tem a menor idéia da razão que levou o outro a se calar.

O silêncio-tédio:

Quando não há mais objetivos nem interesses comuns, a convivência perde o sentido e o silêncio sinaliza a falta de afinidade entre o casal.

O silêncio-pra-cutucar:

É o que pretende despertar o outro, como uma alfinetada. Ou chatear, como uma implicância.

O silêncio-magoado:

É aquele que se instaura em decorrência de algo que o outro fez e provocou mágoa. Se a questão não for falada e elaborada pelos dois, pode se transformar em feridas profundas, às vezes, irreversíveis.

O silêncio-expectativa:

É o que espera que o outro perceba o quanto se precisa dele e bata à nossa porta. É um pedido mudo de atenção e de ajuda.

O silêncio desesperado:

É usado, geralmente, como recurso extremo quando alguém não acha mais palavras para se fazer presente, para se fazer entender.

O silêncio-desprezo:

É utilizado para demonstrar à outra pessoa alguma coisa de ruim que se pensa ou se sente a respeito dela. Por alguma razão, não se consegue verbalizar o motivo deste desprezo. Ou, quando se consegue, o silêncio é utilizado para reforçar o que se disse.

O silêncio-indiferente:

É aquele que acontece quando o parceiro(a) não desperta mais nada no outro.

O silêncio-ofendido:

Há casos de pessoas que passam longos períodos, mesmo anos sem dirigir a palavra a alguém que os ofendeu, mesmo vivendo sob o mesmo teto.

O silêncio-fim-de-caso:

É usado como forma de mostrar que o amor chegou ao fim. às vezes, ocorre espontaneamente, com o esvaziamento da relação. às vezes, é a única maneira de mostrar, através da ausência de palavras, aquilo que não se tem coragem de falar.

O silêncio-birra:

É uma atitude infantil, uma “malcriação” de quem não tem maturidade suficiente para enfrentar as dificuldades, muito menos para verbalizar. Geralmente é passageiro e não causa grandes danos.

O silencio-controlador:

É praticado por quem acredita que pode manter o outro preso pela necessidade de entender o que este silêncio esconde.

Ou por quem não sabe claramente como conduzir um momento complicado.

É o silêncio que nada resolve, que adia soluções.

Paula Lemos









Pai joao de Angola
Ogum vencedor de demanda

Os trabalhos desenvolvidos
Quem somos
constituição da república
Fundamentos. da Umbanda
cartão de visitas
Pontos Cantados
Orações.
Oxum
As Pombas Giras
Maria Padilha
Altar na Umbanda.
Comida de santo
Cosme e Damião
Gira de Umbanda
Homenagem a Zé pilintra.
Xangô o rei da Justiça
Banhos de descarrego.
Simpatias Diversas
Guias contas e colares.
Defumações
Batismo na Umbanda
Conselhos de preto velhos
Escrava Anastácia.
Marinheiros na Umbanda.
Pai benedito.
Homenagem a Tranca Rua
Baiano zé do Coco.
Descarrego de Polvora.
Ciganos na Umbanda.
Sara Kali.
Preto velho na Umbanda.
Cabocla jurema.
Omulu/ Obaluaiê.
Altar virtual.
Mãe Maria Conga.
Boiadeiros na Umbanda.
Altar Virtual de exu.
O que è Caridade?
Caboclo boiadeiro.
Ser Médium.
Caboclos na Umbanda.
Como acontece a Gira.
Conduta moral
Anjo da Quarda.
Curiosidades.
Intolerância Religiosa.
Mediunidade.
Corrente mediunica.
Orações 2
tronqueira
Casamento na Umbanda.
pontos cantados 2
Sincretismo religioso.
Caracteristicas dos filhos
Altar dos Preto-velhos.
Exu









Ao mestre com carinho

Oração a Pai João de Angola

Ogum

Oxum

Yansã

oracões

Xangô

Yemanjá

Oxossi

Oxalá

Oxumarê

Preto-velhos

Caboclos

Boaideiros na Umbanda

Baianos na Umbanda

Marinheiros

Pomba Gira

Maria Padilha

Oração de exu

Banhos de descarregos

Pontos Riscados de Exu

História de Rei Congo

Maria Redonda

Pontos Cantados diversos

Pontos Cantados Orixás

Galeria de Videos

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem do Sr. Zé Pilintra

Pai José da Guiné

Exu Capa Preta

Exu 7 encruzilhadas

Exu Morcego

Mensagem de Pai joão de Angola

Histórias de Vovó Luiza

Atribuição dos Preto-velhos

Ogum Rompe Mato

Ogum Yara

A história de vovó Benedito

Oferenda de Oxum

Oferenda a Xangô

Oferenda de Ogum

Oferenda de oxossi

A Mediunidade, os orixás e os caboclos

Orações Diversas

Os filhos de Omulu

Mensagens de Natal

Altar virtual

Altar Virtual dos Orixás

Altar dos Preto-velhos

Altar de Nossa Senhora

Altar de ogum

Altar de Oxum

Altar de Exu

Porque os exus riem

Cigano Pablo

Cigana Esmeralda

Mensagem de Ogum

Mensagem de Ogum






Que Ogum te abênçoe hoje e sempre.
Agradecemos sua visita Volte sempre....

topo

 
                            
                            










Os textos apresentados na sua maioria foram retirados , da internet. Esse é um espaço onde colocamos diversos pensamentos e o nosso principal objetivo é a divulgação da nossa Umbanda. Quando algum texto for de autoria do Centro Pai João de angola, o responsável será indicado; da mesma forma que fazemos com outros autores que não têm vínculos com a nossa casa... Comunicado Importante: Este é um Site totalmente gratuito, sem fim comercial ou lucrativo. Algumas imagens e informações provêm de outros sites na internet. Caso você seja o detentor do Copyright de qualquer uma delas, e deseje que ela seja retirada, por favor, é só nos mandar uma mensagem citando o nome e a localização para sua remoção imediata. Não temos o objetivo de nos apropriar de informações alheias tomando-as como nossa, pelo contrário, sempre que possível, colocaremos o nome do autor abaixo do título para deixar bem claro que a intenção é de divulgar a Umbanda através de textos bem elaborados e esclarecedores. Saiba que o Centro Pai João de Angola está isento de qualquer responsabilidade.





  Site Map